O que mudou com a chegada do meu bebê.

Publicado por

 

image (6)

Muito se ouve dizer que após a maternidade a vida da mulher se transforma, que a própria mulher se transforma. E isso não é só mais um clichê. Pode acreditar que, inevitavelmente, muita coisa muda. Algumas para melhor, outras ficam bem piores, mas o saldo é sempre positivo.

Eu costumo dizer que não só a vida da mulher está sujeita a essas alterações, mas também a do pai, a da avó, a dos familiares e amigos mais íntimos. Todos que estejam mais próximos do casal sentirão as transformações da chegada do bebê. Mas, sem sombra de dúvidas, a mulher sempre será a campeã em mudanças.

Eu temia todas essas mudanças. Tanto que só decidi engravidar sete anos depois do casamento. Confesso que, antes disso, não estava disposta a abrir mão dos meus interesses individuais para me dedicar a um filho.

Apesar de eu não saber exatamente o que enfrentaria (porque essa realidade a gente só conhece quando a vivencia), tinha uma ideia do que estaria por vir e não queria arriscar. Não, naquele momento da minha vida.

Mas, o que muda de verdade?

Muda o corpo, mudam as emoções, as necessidades, as prioridades… Muda o mundo rsrsrs…

Aqui trago uma lista das minhas impressões sobre essas transformações. Portanto, se tratam de impressões pessoais que, não necessariamente, se repetirão com outras mulheres.  Por outro lado, muitas delas vocês já devem ter ouvido no depoimento de outras mamães. O que importa aqui é a troca de experiências e o aprendizado.

Então, vamos lá conhecer a reviravolta que a chegada de Marina provocou em minha vida?

O que mudou com a chegada do meu bebê?

  1. Minha barriga, antes tão retinha, ainda tem uma diástase de 1 cm, a qual luto para eliminar;
  2. Aprendi que estar em forma antes da gravidez é mais importante que voltar a forma após o parto.
  3. Alguns dias, me sinto tão exausta que o meu maior prazer é deitar para dormir;
  4. Minhas noites de sono jamais foram as mesmas;
  5. Minhas preocupações, ansiedades, medos e inseguranças triplicaram;
  6. Percebi que antes da maternidade eu não era tão ocupada quanto pensava;
  7. Entendi que não há trabalho mais difícil e recompensador que o de uma mãe.
  8. As atrocidades que vejo nos jornais me fazem temer o futuro;
  9. Me tornei ainda mais sensível com as tragédias e dores alheias;
  10. Me solidarizo quando vejo alguma mãe enfrentando as birras e manhas de um filho;
  11. Percebi que a minha realização não estava na profissão;
  12. Compreendi porque algumas mulheres abandonam suas carreiras após a chegada de um filho;
  13. Aprendi que ser mãe é um jogo de errar e aprender todos os dias e que todas nós tentamos fazer sempre o melhor;
  14. Decidi que a paciência deve ser minha maior virtude;
  15. Conheci a teoria da relatividade do tempo, ao perceber que uma noite de febre dura mais que a licença maternidade inteira;
  16. Compreendi melhor a minha mãe e me enchi de remorso por não ter retribuído tanto cuidado;
  17. Finalmente, aceitei e compreendi que homens e mulheres são diferentes;
  18. Conheci os sentidos das palavras dedicação, doação e família;
  19. Percebi que minhas prioridades já não eram prioridades;
  20. Descobri que uma noite de sono é bem mais gratificante que uma noite na balada;
  21. Reconheci os amigos verdadeiros – aqueles que demonstram amor pela minha filha e compreendem nossas novas prioridades;
  22. Entendi que cantar e dançar todas as músicas da galinha pintadinha não faz de mim uma ridícula;
  23. Aprendi a amar os domingos em casa;
  24. Descobri uma força interior (física e emocional) que eu nem sabia que estava em mim;
  25. Descobri a minha capacidade de chorar, aparentemente, sem motivos;
  26. Entendi que, por mais que eu planeje, as coisas podem ocorrer de uma forma diferente. Começou assim já no parto e continuou com a amamentação;
  27. Descobri que a palavra mais bonita de ser ouvida é mamãe, principalmente quando vem de um filho;
  28. Descobri que o meu grande amor é também um grande pai;
  29. Descobri que a maternidade é o melhor de mim;
  30. Conheci o amor incondicional.

Essas foram apenas algumas das mudanças que ocorreram em minha vida após a chegada de Marina. Imagino que muitas mamães tenham se identificado com algumas delas, enquanto as mulheres que estão prestes a se tonar mães podem estar assustadas com a intensidade de tudo isso. Mas, o que tenho a dizer é que cada experiência é vivida individualmente. Cada uma de nós vai sentir as mudanças da maternidade de uma forma diferente e com uma intensidade própria. Nem que eu descrevesse uma lista dez vezes maior que esta, seria capaz de expressar com exatidão o que elas significam.

Mas, o que eu disse lá no início continua valendo, a intenção do post é a troca de experiência. Então, divida conosco as suas!

Um beijo e até nosso próximo encontro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s