O que o natal pode ensinar aos nossos filhos

Publicado por

img_6963

Gente, o ano voou e já estamos praticamente no natal novamente! Parece que foi ontem a comemoração do ano passado. Não sei como vocês se sentem, mas, eu, verdadeiramente, amo essa época de festejos, especialmente depois da chegada de Marina. Com a sua presença, a razão do natal ganhou um significado ainda mais bonito em minha vida. A história de amor sobre o nascimento de jesus, a proximidade do fim do ano e a renovação da esperança que o natal representa me fazem perceber o quanto devo ser grata por esse presente chamado filha.

Quero que minha pequena tenha essa compreensão desde cedo, que guarde em sua memória doces lembranças de momentos em família, assim como eu. Nunca esquecerei o sabor do peru de natal da minha avó, época em que sua mente, hoje esquecida, era capaz de elaborar os pratos mais deliciosos para compor uma linda mesa. Desejo que minha filha tenha essa experiência. Acredito que as memórias de afeto, fraternidade e comunhão em família podem fazer dela uma pessoa mais sensível, segura e consciente do que realmente importa valorizar nessa vida.

Em meio a esse clima, me sinto invadida por uma vontade de enfeitar a casa e preparar tudo para receber as pessoas que amo. Então, aproveito o momento para inserir Marina em todo o processo. Assim, ela já vai compreendendo o valor do natal e o que ele representa para nossa família, principalmente agora que consegue entender melhor o que ocorre em sua volta.

img_6973

Este ano, começamos cedo e já montamos a árvore de natal. Na verdade, dias antes, avisei que iríamos montá-la no domingo. Assim, ela já pôde ir imaginando e atiçando seu interesse pelo momento. A hora da montagem foi uma farra rsrsrs… ela ajudou a abrir os galhinhos, botou algumas enfeites sozinha e o meu coração se encheu de alegria só em perceber o quanto ela estava se divertindo.

Mas, o melhor acontece todos os dias quando ela chega da escola, já no final da tarde. Ao perceber que a árvore ali no meio da sala ainda está apagada, me pede, imediatamente, que seja acesa e antes que eu o faça, conta “um, dois, três e já!”. Vibra ao ver as luzes se iluminarem, como se estivesse vendo uma mágica surpreendente. Nesse momento, arregala os olhos, juntas as maõzinhas em palmas e grita um sonoro “Êeeeeee… viu, mamãe?” Vocês podem imaginar como fica o meu coração com essa cena!

É radiante perceber como as crianças têm a capacidade de se encantar com coisas, aparentemente, simples. Isso me fez refletir o quanto são sábias e nós tão ignorantes. Estamos sempre preocupados com as obrigações que a vida adulta nos impõe e não enxergamos as pequenas coisas, as que verdadeiramente preenchem o coração e fazem a vida mais leve. Sua reação me fez questionar: por que perdemos a capacidade de ver o mundo com tanta ternura?

Não sei a resposta dessa pergunta, muito menos como consertar esse tremendo equívoco do amadurecimento humano, mas sei que cabe a cada um de nós estimular e manter a doce candura que habita os corações dos nossos pequenos. Eu me oriento nessa meta e acredito que a beleza do natal é uma excelente oportunidade para lhes demonstrar o valor da simplicidade das coisas que vêm do coração.

E você, como deseja que seu filho sinta o natal?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s